domingo, 29 de maio de 2016

Fomos à feira Medieval da Criança em S. Marcos


Este fim de semana fomos à feira Medieval especial criança em S.Marcos.
Estava engraçada, com música celta por todo o lado, animadores vestidos a rigor, animais e banquinhas de artesanato.
O Martim e a Camila adoraram.
A C. comprou uma coroa de "pinchesa Elsa" e o M, uma espada de madeira com o nome "gravado" no momento.
Havia ainda insufláveis, escalada e rapel para os miúdos mais radicais.
Foi um bom começo das festividades do Dia da Criança que prometem muitas e muitas surpresas...


















quarta-feira, 25 de maio de 2016

A grande revelação

 


E ontem foi o dia de visitar o meu Dr. favorito à Clinisduo, o Dr. Fernando Cirugião que certamente é conhecido de muitas de vocês.
Anda preocupada porque não sentia o bebé, mas felizmente estava tudo perfeito.
Na ultima visita o bebé estava fechadinho e não deu para ver nada, mas ontem foi o dia da grande revelação:

para meu grande "choque" transporto no meu ventre um MENINO, um RAPAZ, um GAJO!!!
Sinto-me uma mãe horrível porque não fiquei nada contente...eu queria mesmo uma menina.
Dava-me tantooooo jeito que fosse uma menina...
Ainda tenho guardado quase tudo da Camilinha que só nasceu à 2 anos , vestidinhos lindos de morrer que vestiu uma ou duas vezes. Agora do Martim, que já fez 9 anos não tenho NADA! Nadinha, nicles!
Como vamos mudar de casa, já andava a planear o quarto das meninas e estava tão amoroso.
Sempre ouvi dizer que as grávidas sentem e sabem "o" que esperam, e eu achava desde o inicio que vinha aí mais uma princesinha, esta sensação era apoiada também pela famosa e infalível tabela chinesa, que me deixou na mão desta vez!
Acham que sou uma mãe péssima? opaaaa não queria nada não estar feliz.
Agora tenho que me habituar à ideia e pensar em nomes masculinos já que Carlota está fora de questão :P
Aceitam-se sugestões s.f.f



quarta-feira, 18 de maio de 2016

Transformar um banco simples do IKEA numa peça especial


Este era um banco muito simples, que passava completamente despercebido sem ninguém dar nada por ele. Ora desde esta pequena transformação que ninguém deixa de lhe deitar o olho e suspirar por ele :)

A transformação é super simples, e qualquer pessoa pode fazer!
Com fita cola de pintor, faça o limite para pintar os pés do banco. Dê duas de mão de tinta branca acrílica e deixe secar bem .
Com uma caneta de tinta permanente (é necessário garantir que a tinta não sai com as lavagens) desenhe os dois risquinhos em cada pé que farão os dedos dos pés do nosso amigo banco.
Com a mesma caneta, desenhe no tampo o nariz e os olhos e de seguida desenhe com lápis as bochechinhas em forma de coração.
Com tinta acrílica rosa e um pincel fino pinte os corações e deixe secar.

Se tiver mais que um filho vai ter que fazer mais do que um banco, pois todos vão querer um banco especial como este!!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Panda Kung Fu3


Ainda não tinha partilhado por aqui, mas fomos à estreia do filme "Panda Kung Fu3" .
Já tinha visto os outros dois com o Martim, mas este é super giro!
Os meus pandinhas adoraram e eu também me diverti muito entre coca cola e pipocas :)
Penso que já não está nos cinemas, mas é uma óptima opção para alugar no videoclube este fim de semana que se adivinha chuvoso!






terça-feira, 3 de maio de 2016

Bullying



Ontem estive a ver o programa da SIC "E se fosse consigo?".
O tema era o Bullying, e como sei que normalmente têm depoimentos de crianças resolvi chamar o Martim para assistir comigo.
Acredito que é um tema que deve ser falado em casa e nas escolas, e que não podemos fingir que não acontece todos os dias.
Não sei se fiz bem em pedir para o M. ficar a ver comigo. Ainda só estava no inicio já tinha a minha cria a chorar desalmadamente, e quando uma mãe contou que o filho, farto dos maus tratos a que era sujeito na escola, farto de fazer queixa a professores e auxiliares sem ninguém o ajudar se atirou ao rio e acabou por morrer, o Martim saltou para o meu colo a soluçar e a pedir para não ver mais.
Obviamente que não o obriguei a continuar a ver.
Esperei que se acalmasse para conversar com ele sobre o tema.
Ele é um menino mesmo muito especial, é um rapazote gabarolas, que gosta de rugby e lutas mas no fundo têm o maior coração de manteiga que existe e não suporta ver situações de abuso e violência sobre outras crianças.
Expliquei-lhe que era importante que ele visse e soubesse o que era o bullying, para que caso algum dia ele fosse vitima, ou visse alguém ser vitima de abusos semelhantes soubesse que o certo é falar e contar a toda a gente! Contar ao pai, à mãe, à avó ao piriquito, à professora, aos colegas a toda a gente...não se pode ficar calado nem ter medo, temos que agir!
Ele compreendeu.
Fiquei com o coração apertado por o ter feito passar por isto, mas ao mesmo tempo sinto que lhe fez bem ver e ouvir outras crianças como ele falarem das suas experiências, e que o bullying não existe apenas nas histórias que se contam...à pessoas que sofrem na pele e ninguém pode ficar indiferente.
Os meus sinceros parabéns à equipa de produção do programa, e à SIC por apostar num programa que nos faz olhar para os lugares que muitos fingem não existir!

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/e-se-fosse-consigo/bullying/2016-05-03-E-Se-Fosse-Consigo--Nao-sabem-o-que-e-bullying--Vao-ver-ao-Google

O que não levar nas férias...

O Martim foi de férias 15 dias com os avós. Quando cheguei a casa dos meus pais para o deixar a minha mãe perguntou: -"Só uma m...