domingo, 13 de dezembro de 2015

Hoje foi dia de "biscoitar"


Com o tempo frio e chuvoso a vontade de sair de casa é quase nenhuma. Quando a estes factores se junta um filho febril aí, trancamos a porta à chave!!
E em casa num domingo à tarde, a cozinha chama por mim como uma louca para que eu faça bolos e doces :)
Decidi que iríamos todos para a cozinha fazer biscoitos de Natal.
Músicas Natalícias a tocar, deram o mote para todos entrarem no espírito e passarmos uma tarde divertida, em família, e o Martim até se esqueceu que estava doente.
Escolhi uma receita simples, do livro da Nigela ""Prazeres Divinos" e as bolachinas ficaram deliciosas!

Ingredientes:

300 g de farinha sem fermento
1 c. de chá de fermento
1/2 c. de chá de gengibre em pó
1/2 c. de chá de canela em pó
1/2 . de café de mistura de pimentas (pode colocar mais, para um sabor mais picante)
100 g de margarina amolecida
100 g de açúcar moreno
2 ovos L (caseiros)
4 c. de sopa de mel

Para decorar, podem usar gomas e glacé branco...até dá pena comer.

P.s- Estes biscoitos também são uma óptima ideia para um presente caseiro, basta fazer uma caixinha bonita e fechar com um laçarote e...voilá!!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Uma história do outro mundo



No sábado passado a família foi toda ao teatro.
Fomos ao Tivoli ver a peça "Uma história do outro mundo".As expectativas estavam muito altas, primeiro porque a Plano 6 (produtora da peça) já nos habituou a musicais infantis de qualidade superior e segundo, porque era a primeira vez que a Camilinha ia ao Teatro.
Estava receosa de a levar porque ela ainda só têm 20 meses, mas ao mesmo tempo, e sabendo como se comporta nas aulas de música e concertos a que já foi, achava que ia gostar.
Na verdade não gostou...adorou!
Desde o 1º minuto que não tirou os olhinhos do palco e só chorou no final quando as cortinas se fecharam e ela percebeu que os actores não iam voltar!
A peça é muito, muito engraçada. Conta a história do 1º Encontro Interplanetário do Sistema Solar, onde várias personagens oriundas de cada planeta marcam presença. Os figurinos e caracterização dos vários "ET´S" estão o máximo e as canções fazem-nos querer tirar o rabiosque da cadeira e começar a dançar mesmo ali na sala do Teatro (como aliás fez o Martim).
E ao contrário de muitas peças infantis, os adultos também conseguem rir e divertir-se!
O melhor de tudo, foi que no dia seguinte o Martim cantarolava o refrão de uma das músicas onde mencionava por ordem os nomes dos vários planetas, e quando lhe perguntei quais eram os planetas do sistema solar ele respondeu sem hesitar!!



Um livro que vai fazer com que os seus filhos escrevam um livro!!!

Eu sou super suspeita como sabem. Adoro escrever, e sempre quis escrever um livro. Quando vi este livro da booksimle pensei logo em como...